Go to Top

March 2015

Tempo em família: um prazer ou uma obrigação?

Será que passar tempo em família se transformou numa obrigação em vez de ser um prazer? Todos sabemos que o tempo é um bem precioso, a ser administrado com toda a sensatez. A ser dividido por várias solicitações importantes e por várias obrigações inadiáveis.Muitos pais acreditam que um dos melhores presentes que podem dar aos seus filhos é passar tempo com eles. Quase sempre a escassez de tempo, o saber …Read More

A minha professora é um Monstro!

Uma sugestão de leitura que, apelando ao sentido de humor, ajuda a descobrir como as relações que estabelecemos mudam o nosso olhar sobre as pessoas. Neste livro o Frederico é confrontado com a presença da sua professora – que é um monstro! – no seu sítio preferido do parque… e agora? Como vai ele sair desta situação assustadora? Algumas ideias para explorar este livro: – Leia o livro com o …Read More

O prazer de ser pai no turbilhão da vida

No dia do Pai as iniciativas nas escolas multiplicam-se. O comercio aproveita a ocasião e nós também… Para o ajudar a reflectir sobre como lhe faz sentido viver o dia do pai. É comum ouvir pais queixarem-se: “logo hoje que tenho uma reunião importantíssima e à qual não posso faltar… Como vou fazer com a sobreposição de horários – a festa do Dia do Pai é exactamente à mesma hora…” Pois …Read More

Auto-confiança: asas para voar!

Tal como os pais, também muitos dos técnicos que nos procuram, chegam desanimados, “desesperançados” e a não acreditar que podem fazer a diferença na vida das famílias junto de quem intervêm. Com a publicação do livro Family Coaching: 36 desafios para pais extraordinários, muitos profissionais (professores, educadores, psicólogos, técnicos de serviço social, mediadores…) começaram a questionar a possibilidade de algumas estratégias do coaching parental lhes virem a ser úteis no …Read More

Comunicar com adolescentes: missão impossível?

“O que uma criança não recebe, raramente pode dar mais tarde” P.D. James Apesar de a citação falar em crianças, pareceu-nos apropriada… Hoje queremos desafiá-lo a pensar no seu filho adolescente e na forma como comunica com ele ou ela. Esta é uma área sensível na relação com os adolescentes – a sensação de que não chegamos lá, a sensação de que falamos línguas diferentes, a dúvida se saberemos ouvi-los. Tudo …Read More